SKATE

No final da década de 1950, na Califórnia, nos Estados Unidos, surfistas cansados de esperarem por ondas boas decidiram criar algo similar com o surf, porém, sem a utilização da água.

Foi então que estes surfistas decidiram pegar as rodinhas de skates (patins) e colocaram em uma madeira que tinha um formato parecido com uma prancha.

No início, o esporte era chamado de sidewalk surfing (surf de calçada) e em pouco tempo se espalhou por todo os Estados Unidos.

A partir de 1963, com o esporte sendo bastante praticado e ter suas próprias manobras e estilos, o nome mudava para Skateboarding, apelidado apenas de skate, como todos nós conhecemos atualmente.

Os primeiros skates começavam a ser comercializados e a responsável pela fabricação era a Roller Derby, que produzia os shapes retos. Junto com a Roller Derby, a Makaha entrou no mercado do skate e foi a primeira a produzir os shapes em formato de pequenas pranchas de surf e com novo design.

Primeiros skates makaha

No ano de 1963, além da oficialização do esporte como skateboarding, foi realizada a primeira competição desta modalidade. O campeonato ocorreu na cidade de Hermosa Beach, na Califórnia, nos Estados Unidos e foi vencido por Larry Stevenson. Após esta competição, nos três anos seguintes, foram vendidos mais de 50 milhões de skates em todo o mundo. Nesta década de 1960, o skate era totalmente ligado ao surf e muito influenciado por ele. Foi então que em uma extensão da praia no asfalto nascia o skate vertical.

A evolução do skate

Foi na década de 1970 que o skate deu o seu grande salto. Primeiro os skatistas descobriram que nas piscinas que ficaram vazias devido a seca que atingiu a Califórnia, dava para se divertir andando de skate nas paredes delas, pois lembravam as ondas do surf. Em segundo, era inventada em 1974, a rodinha de poliuterano (antes as rodinhas eram feitas de ferro e mais tarde de baquelite, um tipo de plástico duro). Começava então a revolução no skate.

Após esta invenção, o skate acabou se ligando a nova cultura que nascia na época, a new wave e o punk tornando-se um esporte rebelde. Outro grande salto no skate foi a criação das novas modalidades: Slalom, Downhill, Freestyle e Vertical.

Saí a década de 1970 e entra a década de 1980 e, com ela, as rampas de madeiras feitas pelos próprios skatistas em ruas, praças e quintais de casas começavam a surgir em espaços até então não utilizados pelo skate.

Com o surgimento destas rampas, vinha uma nova modalidade, o skate street, com manobras em corrimão, paredes e escadas. Esta modalidade passou a dominar o cenário e fez com que o Vertical fosse deixado um pouco mais de lado.

A década de 1980 também marcou pela substituição da influência do Punk, até então predominante no skate, pela cultura urbana. O mundo Hip hop começava a dominar a modalidade.

Skate na forma atual

Década de 1980 ia para o espaço e com a chegada da década de 1990 o skate, com a criação de novas tecnologias para os equipamentos e inovações que fizessem com que o ele mudasse muito em tão pouco tempo, tomava a sua forma atual de ser.

Além das inovações que citei acima, o skate ficou mais técnico com grandes manobras. Foi então que em 1995, a ESPN criava os X-Games e o esporte começava a se popularizar mais ainda. Nesta década, muitas pistas foram construídas e a WCS (World Cup os Skateboarding) acabou se consolidando com o Circuito Mundial. Isto deu força também ao skate aqui no Brasil.

Com a virada do século, muitos shows de skate surgiram. Além do X-games, o Mountain Dew e Tony Hawk Gigantesc Tour, são realizados nos Estados Unidos até hoje. Além destes shows, turnês mundiais também são realizadas em vários países do mundo, incluindo o Brasil.

Atualmente, as competições de skate são transmitidas para o mundo e as premiações para os atletas valem muitas vezes milhares de dólares.

O skate não é uma modalidade olímpica, porém, é o protagonista do X-games, que são os maiores jogos dedicado aos esportes radicais.

Um capítulo à parte – Tony Hawk, o pelé do skate

Abaixo, vamos contar um pouquinho sobre Tony Hawk, pois não tem como falar da origem do skate sem ao menos citá-lo. Lembramos que iremos colocar mais adiante a história dos principais atletas de cada modalidade esportiva, mas por enquanto vamos só dar uma pincelada sobre este fenômeno do mundo do skate.

Ainda na década de 1990, o “pelé” do skate, Tony Hawk, espantava a todos com suas manobras radicais. Praticante de skate desde os 14 anos, Tony conquistou mais de 80 títulos no mundo do skate, entre eles, oito X-games. Ele foi o primeiro a conseguir executar o primeiro giro de 900 graus no X-games de 1999 após 11 tentativas mal sucedidas.

Conhecido como birdman (pássaro voador), Tony Hawk participou de várias campanhas publicitárias. Entre elas, estão a criação de vários jogos para vídeo game por parte da empresa Action Vision. O primeiro jogo foi o Tony Hakw’s Pro Skater que se somam a outros dez jogos criados com o nome do skatista. Tony Hawk é considerado o melhor skatista de todos os tempos e também foi o pioneiro nas modernas pistas verticais.

 

SKATE
Alunos 180
Sexo Feminino e Masculino
Fase e sua respectiva Faixa etária ·         Fase 1 – 7 a 9 anos;

·         Fase 2 – 10 a 12 anos;

·         Fase 3 – 13 a 17 anos.

Locais de atendimento ·         Pista de Skate da Aldeia;

·         Pista de Skate do Jd. São Pedro;

·         Pista de Skate do Pq. dosCamargos;

·         Pista de Skate do Pq. Municipal “Dom José”;

·         Centro Comunitário Engenho Novo;

·         EMEF FioravanteBarleta.

Aulas semanais ·         Nos núcleos abaixo de 15 alunos por turma, 01.

·         Nos núcleos acima de 20 alunos por turma, 02.

Duração das aulas ·         60 min.
Objetivos Específicos Ø   Físico – 7 a 12 anos

·         Desenvolver a educação do movimento;

·         Aumentar o repertório motor;

·         Desenvolver atividades de coordenação e flexibilidade;

·         Desenvolver a consciência corporal e espaço temporal;

·         Através da ludicidade proporcionar experiências corporais.

Ø   Cognitivo – 7 a 12 anos

·         Desenvolver a atenção e a percepção;

·         Desenvolver a capacidade de imitação;

·         Desenvolver a autossatisfação;

·         Desenvolver a criatividade;

·         Desenvolver comportamentos socializados;

·         Estimular através de exercícios a concentração;

·         Estimular a tomada de decisão, atenção e percepção, aceitação das diferenças e suas competências;

·         Estimular o pensamento lógico;

·         Desenvolver as estratégias de resolução de problemas;

·         Desenvolver o raciocínio;

·         Desenvolvimento da habilidade de expressar pensamentos e idéias verbalmente;

·         Aumento gradativo dos níveis de responsabilidade.

Ø  Físico – 13 a 17 anos

·         Desenvolver atividades de velocidade e introduzir exercícios de força e resistência;

·         Desenvolver a capacidade de realizar atividades físicas mais complexas.

Ø   Cognitivo – 13 a 17 anos

·         Tomada de decisão, atenção e percepção;

·         Favorecer a autoexpressão utilizando o diálogo como forma de mediar conflitos e a resolução de problemas;

·         Desenvolver a participação de todos os alunos;

·         Proporcionar um ambiente que favoreça o desenvolvimento do autocontrole, autoestima para consolidação da autonomia;

·         Posicionar-se de maneira critica com ações positivas para tomada de decisões;

·         Desenvolver a capacidade de ir além da informação sugerida.

Ø  Sócio afetivo – 7 a 17 anos

·         Desenvolvimento da autoestima;

·         Desenvolver a autossatisfação;

·         Desenvolvimento da cooperação entre os alunos (Trabalho em grupo);

·         Promover atividades culturais;

·         Desenvolver a cidadania;

·         Promover o respeito e o cumprimento de normas e regras;

·         Aumentar a interação com os outros alunos.

·         Desenvolver a aceitação das diferenças e suas competências,

·         Realizar junto às crianças (7 a 12 anos) e adolescentes (13 e 14 anos), atividades de iniciação esportiva de Skate;

Metas Quantitativas ·         Chegar ao Atendimento de 06 Locais;

·         Chegar ao Atendimento de 180 alunos;

·         Participação em um Torneio Interno;

Metas Qualitativas ·         Preparar os atletas da iniciação para futuro ingresso na equipe de treinamento;

·         Criar um protocolo de diagnóstico e elaboração (estrutura, tempo disponível.);

·         Desenvolvimento e aumento do repertório motor;

·         Elaborar instrumentos de avaliação pedagógica;

·         Padronizar o estilo de ensino em todo o município (todos os bairros);

·         Contribuir para a educação e formação dos atletas através da prática esportiva.

Eventos ·         1 Etapa do Circuito Barueriense de Skate;

·         Torneio interno – Núcleos de Formação Esportiva.

 

 

 

2018 – 1º SEMESTRE

SKATE
Alunos 160
Sexo Feminino e Masculino
Fase e sua respectiva Faixa etária ·         Fase 1 – 7 a 9 anos;

·         Fase 2 – 10 a 12 anos;

·         Fase 3 – 13 a 17 anos.

Locais de atendimento ·         Centro Comunitário do Eng. Novo;

·         Pista de Skate da Aldeia;

·         Pista de Skate do Jd. São Pedro;

·         Pista de Skate do Pq. dosCamargos;

·         Pista de Skate do Pq. Municipal “Dom José”;

·         EMEF FioravanteBarleta.

Aulas semanais ·         Nos núcleos com mais de 20 alunos por turma, 1 aula semanal;

·         Nos núcleos com menos de 20 alunos por turma, 2 aulas semanais.

Duração das aulas ·         60 min
Objetivos Específicos Ø   Físico – 7 a 12 anos

·         Desenvolver a educação do movimento;

·         Aumentar o repertório motor;

·         Desenvolver atividades de coordenação e flexibilidade;

·         Desenvolver a consciência corporal e espaço temporal;

·         Através da ludicidade proporcionar experiências corporais.

Ø   Cognitivo – 7 a 12 anos

·         Desenvolver a atenção e a percepção;

·         Desenvolver a capacidade de imitação;

·         Desenvolver a autossatisfação;

·         Desenvolver a criatividade;

·         Desenvolver comportamentos socializados;

·         Estimular através de exercícios a concentração;

·         Estimular a tomada de decisão, atenção e percepção, aceitação das diferenças e suas competências;

·         Estimular o pensamento lógico;

·         Desenvolver as estratégias de resolução de problemas;

·         Desenvolver o raciocínio;

·         Desenvolvimento da habilidade de expressar pensamentos e idéias verbalmente;

·         Aumento gradativo dos níveis de responsabilidade.

·         Físico – 13 a 17 anos

·         Desenvolver atividades de velocidade e introduzir exercícios de força e resistência;

·         Desenvolver a capacidade de realizar atividades físicas mais complexas.

·          Cognitivo – 13 a 17 anos

·         Tomada de decisão, atenção e percepção;

·         Favorecer a auto expressão utilizando o diálogo como forma de mediar conflitos e a resolução de problemas;

·         Desenvolver a participação de todos os alunos;

·         Proporcionar um ambiente que favoreça o desenvolvimento do autocontrole, autoestima para consolidação da autonomia;

·         Posicionar-se de maneira critica com ações positivas para tomada de decisões;

·         Desenvolver a capacidade de ir além da informação sugerida.

·         Sócio afetivo – 7 a 17 anos

·         Desenvolvimento da autoestima;

·         Desenvolver a autossatisfação;

·         Desenvolvimento da cooperação entre os alunos (Trabalho em grupo);

·         Promover atividades culturais;

·         Desenvolver a cidadania;

·         Promover o respeito e o cumprimento de normas e regras;

·         Aumentar a interação com os outros alunos.

·         Desenvolver a aceitação das diferenças e suas competências,

·         Realizar junto às crianças (7 a 12 anos) e adolescentes (13 e 14 anos), atividades de iniciação esportiva de Skate;

Metas Quantitativas ·         Atendimento de 08 locais diferentes;

·         Alcançar o atendimento de 180 alunos;

·         Participação de 1 evento: (Etapa do Circuito Barueriense de Skate);

·         Participação em um Torneio Interno;

·         Aumentar a quantidade de aulas em algumas Pistas (mais de uma aula por semana).

Metas Qualitativas ·         Preparar os atletas da iniciação para futuro ingresso na equipe de treinamento;

·         Criar um protocolo de diagnóstico e elaboração (estrutura, tempo disponível.);

·         Desenvolvimento e aumento do repertório motor;

·         Elaborar instrumentos de avaliação pedagógica;

·         Padronizar o estilo de ensino em todo o município (todos os bairros);

·         Contribuir para a educação e formação dos atletas através da prática esportiva.

 

EQUIPE DE RENDIMENTO – SKATE
Alunos 06
Sexo Feminino e Masculino
Categoria e sua respectiva Faixa etária ·         Iniciante – 7 a 12 anos;

·         Mirim – 13 a 15 anos;

·         Amador – acima de 15 anos.

Local de atendimento ·         Pista de Skate do Pq. Municipal “Dom José”.
Aulas semanais ·         2 Treinos semanais;
Duração dos treinos ·         90min
Objetivos Específicos ·         Iniciante: Desenvolver habilidades e participação em torneios;

·         Mirim: Proporcionar que aluno tenha uma aprendizagem básica de iniciação à modalidade;

·         Amador: Desenvolver habilidades mais complexas e participação em grandes torneios.

Metas Quantitativas ·         Atender 6 alunos  divididos em 3 (Três) categorias;

·         Nas categorias Mirim, Iniciante e Amador, disputar 1 competição no semestre;

·         Classificar a equipe entre os 4 melhores da competição.

Metas Qualitativas ·         Proporcionar aos alunos o máximo de atendimento, relacionado aos aspectos físico, psicológico e nutricional;

·         Proporcionar atendimento médico como consultas, exames, fisioterapia e medicamentos aos alunos;

·         Proporcionar aos alunos o uso dos melhores equipamentos que há no mercado na área de Segurança, shape, Truks, Rodas, etc.;

·         Formação técnica permanente ao Técnico;

·         Disputar Torneios importantes no cenário Paulista, Nacional;

·         Projetar alunos/atletas no cenário estadual e nacional.

Competições previstas para 2018
Categoria Competição Prevista Período Previsto
Todas as Categorias ·         Etapa do Circuito Barueriense. A partir de fevereiro
Eventos ·         Etapa do Circuito Barueriense de Skate;

·         Torneio Interno